Venha conhecer o Santuário das Aparições de Jacareí

Estrada Arlindo Alves Vieira, 300 - Jardim Colinas, Jacareí - SP, 12319-015

Telefone: 55 12 99701-2427

email: santuariodejacarei@gmail.com

Assine nosso site e fique informado das novidades!
Search by Tags

© 2017 by MensageiradaPaz.org

O site MensageiraDaPaz.org é mantido por peregrinos divulgadores.

Mística Cidade de Deus - 2º Tomo - Capítulo 5: Manifesta o Altíssimo à Maria Santíssima os mistérios e obras do quinto dia da criação. Sua Alteza pede novamente a encarnação do Verbo.

March 13, 2019

 

 

Quinto dia da novena 47.

Chegou o quinto dia da novena que a beatíssima Trindade celebrava no templo de Maria santíssima , para o Verbo eterno nele assumir nossa forma humana. Correndo o véu da infinita sabedoria, descobriu-lhe novos segredos. Como nos dias antecedentes , ele vou-a à visão abstrativa da divindade. Mas as disposições e iluminações se renovavam com maiores raios de luz e carismas, a transbordarem do s tesouro s infinitos nas faculdades de sua alma santíssima. Deste modo , ia a divina Senhora se aproximando e se assimilando ao ser divino, cada vez mais transformada n'Ele , a fim de chegar a ser digna Mãe de Deus.

A divina bondade e a ingratidão humana

48. Para manifestar outros segredos à divina Rainha ,falou-lhe o Altíssimo, com indizível ternura : Esposa e pomba minha, conheceste em meu íntimo a imensa liberalidade que me inclina ao amor da espécie humana, e os ocultos tesouros que preparei para sua felicidade . Tão grande força tem este amor sobre mim, que lhes desejo dar meu Unigênito para seu Mestre e Salvador. Conheceste também um pouco da má correspondência, grosseira ingratidão e desprezo que fazem os homens de minha clemência e amor. Ainda que te manifestei parte de sua malícia quero, minha amiga, que novamente conheças em meu ser o limitado número dos escolhidos que me conhecerão e amarão, e quão grande é o dos ingratos e réprobos . Estes pecados sem número, e as abominações de tantos homens imundos e tenebrosos (que em minha ciência infinita prevejo) detém minha liberal misericórdia e fecham com fortes cadeados a saída dos tesouros de minha divindade, tornando o mundo indigno de os receber.
49. Por estas palavras do Altíssimo, conheceu a Princesa Maria grandes sacramentos sobre o número dos pre destinados e dos réprobos; sobre a resistência e óbice que os pecados dos homens opunham à intenção divina de enviar ao mundo o Verbo eterno humanado. Admirada à vista da infinita bondade e justiça do Criador e da imensa iniquidade e malícia dos homens, toda inflamada na chama do divino amor, disse a prudentíssima Senhora:

Intercessão de Maria pedindo a Encarnação

50. Senhor meu , Deus infinito na sabedoria e incompreensível l na santidade, que mistério é este que me manifestais? Sem medida é a maldade do homens, pois somente vossa sabedoria a compreende. Mas todas elas, e outras muito maiores, poderão porventura extinguir vossa bondade e amor ou competir com ele? Não, Senhor meu, não pode ser assim; a malícia do s mortais não deverá deter vossa misericórdia . Sou a mais inútil de toda a linhagem humana , mas em nome dela faço demanda à vossa fidelidade . É verdade infalível que faltarão o céu e a terra (Is 51 , 6), antes que faltem vossas palavras. J á que por vossa boca a destes aos santos profetas e por eles ao mundo, muitas vezes, prometendo-lhes o Redentor, como , Deu s meu , deixar-se-ã o d e cumprir essas promessas garantidas pela vossa infinita sabedoria que não pode se enganar, e pela vossa bondade que ao homem não engana? Para lhes fazer esta promessa e oferecer-lhe s sua eterna felicidade em vosso Verbo humanado , da parte dos mortais não houve merecimentos, nem criatura alguma vos pode obrigar a isso. Se este bem pudesse ser merecido, não ficaria tão exaltada vossa infinita e liberal clemência. Para Deu s fazer-s e homem , somente em Deus pode ser encontrada a razão. Somente em Vós está a razão e o motivo de nos terdes criado e de nos reparardes depois de caídos . Par a a Encarnação não procureis, meu Deus e Rei altíssimo, mais méritos nem mais razões, além de vossa misericórdia e da exaltação de vossa glória

Resposta do Altíssimo

51. Verdade é, minha esposa, respondeu o Altíssimo, que por minha bondade imensa prometi aos homens vestir-me d e sua natureza par a habita r com eles , e que

ninguém pôde merecer esta promessa . Não obstante, desmerece seu cumprimento o ingratíssimo procedimento dos mortais, tão odioso à minha equidade. Quando somente pretendo sua felicidade , s ó encontro a dureza que os levará a perder e desprezar os tesouros de minha graça e glória. Em lugar de frutos, me darão espinhos . Ao s benefícios, corresponderão com grandes ofensas, às minhas liberai s misericórdias , co m detestável ingratidão. O cúmulo de todos
estes males será, para eles, a privação de minha visão nos eternos tormentos. Considera, minha amiga, estas verdades escritas n o segredo d e minha sabedoria , e pondera este s grandes mistérios . Par a ti está aberto meu coração, e nele conheces as razões, de minha justiça.

Maria conhece a predestinação das almas

52. Não é possível manifesta r os ocultos mistério s que Maria santíssima conheceu no Senhor. Nele viu todas as criaturas presentes, passadas e futuras , a disposição de suas almas, as obras boas e más que fariam, e o fim que todas teriam. Se não fosse confortada pela virtude divina, não teria podido conservar a vida, em conseqüência do s efeito s e sentimentos que esta ciência e visão, de tão recônditos mistérios, nela produziram. Como, porém , estes milagre s e graças eram-lhe concedidos para alto s fins, Deu s não se mostrava parcimonioso, mas sim liberalíssimo com a escolhida para Mãe sua. Desta ciência que recebia direta mente do ser divino, dimanava-lhe também o fogo d a caridade eterna que a inflamava no amor de Deus e do próximo. Assim continuou suas petições dizendo; Advoga a causa dos mortais

53. Senhor, Deus eterno, invisível e imortal , confesso vossa justiça , engrandeço vossas obras, adoro vosso ser infinito e reverencio vossos juízos . Meu coração se desfaz em afetos de amor, vendo vossa ilimitada bondade pelos homens e a pesada ingratidão deles para convosco. A todos querei s, meu Deus, dar a vida eterna. Poucos agradecerão este inestimável benefício, e muitos o perderão por malícia. Se por isso vos desobrigais , Bem meu, estamos perdidos . Se, com vossa ciência divina estais prevendo as culpas e malícia dos homens que tanto vos desobrigam, com a mesma ciência vedes vosso Unigênito humanado, seus atos de infinito valor e apreço para vossa aceitação e que, sem comparação, ultrapassam e excedem as ofensas dos pecados. A este Homem-Deus devei s considera r e , por atenção a Ele, nô-Io dar. Para novamente solicitá-l o em nome do gênero humano, visto-me do espírito do Verbo feito homem em vossa mente, peço sua encarnação e por Ele a vida eterna para todos os mortais.

Continuam as objeções divinas

54. A esta petição de Maria santíssima, representou-se (a nosso modo de falar ) ao Pai eterno , como seu Unigênito desceria ao virginal seio desta grande Rainha e rendeu-se aos seus amorosos e humildes rogos . Ainda que prossegui a mostrando-se indeciso , isto era artificio de seu amor para continuar ouvir a voz de sua amada, permitindo que seus doces lá bios (Cant 4,11) destilassem mel suavíssimo e suas emissões (idem, 13) fossem do paraíso. Para prolongar esta deliciosa contenda, respondeu-lhe o Senhor: Dulcíssima esposa, pomba escolhida, é muito o que me pedes e pouco o que os homens merecem. Como a indignos se há de conceder tão raro beneficio? Deixa-me , amiga, tratá-lo s conforme sua m á cor respondência. Respondia nossa poderosa e clemente advogada : Não , Senhor meu, não
vos deixarei com minha insistência ; se peço muito, peço-o a Vós , rico em misericórdia, poderoso na s obras , veríssimo nas palavras. Falando de Vó s e do Verbo eterno, declarou meu pai Davi: O Senhor jurou e não se arrependerá, tu és sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque (SI 109, 4). Venha, pois, este sacerdote e vitima para o sacrifício de nosso resgate; não podeis vos arrepender de vossa promessa, porque não prometeis com ignorância. Doce amo r meu , revestida d a virtude deste Homem-Deus não cessará minha porfia, até m e concederes a bênção como a meu pai Jacó (Gn. 32,26).

Deus deixa-se vencer pelas súplicas da Virgem

55. Com o a Jacó , perguntou-se neste co
mbate divino à nossa Rainha e Senhora, qual era seu nome. Respondeu: Sou filha de Adão, feita por vossas mãos da humilde matéria do pó . Respondeu-lhe o Altíssimo : De hoje em diante teu nome será "escolhida para Mãe de meu Unigênito". Estas últimas palavras, porém, foram entendidas só pelos cortesão do céu , e Ela só entendeu que era escolhida , sendo-lhe a s demais ocultas até o tempo oportuno. Tendo persistido nesta amorosa contenda o tempo disposto pela Sabedoria divina, e conveniente para abrasar o fervoroso coração d a eleita , a Santíssima Trindade deu-lhe sua real palavra que, em breve, enviaria ao mundo o Verbo eterno feito homem. Alegre e cheia de incomparável júbilo por este "Fiat", nossa Rainha pediu e recebeu a bênção d o Altíssimo . Deste combate com Deus, Maria alcançou maior vitória do que Jacó. Saiu rica, forte e cheia de despejos, enquanto Deus ficou ferido e vencido (ao nosso modo de entender) pelo amo r desta Senhora , para vestir-se em seu sagrado tálamo da fraqueza humana de nossa carne passível. Com esta encobriria a fortaleza de sua divindade, para vencer sendo vencido , e dar-nos a vida morrendo. Vejam os mortais como, depois de seu bendito Filho, Maria santíssima é causa de sua salvação.

Revelação das obras do quinto dia da criação

56. Em seguida, nesta visão, foram manifestados à nossa grande Rainha as obras do quinto dia da criação do mundo, na mesma form a em que se realizaram. Conheceu como , mediante a força da divina palavra , foram engendrado s e produzidos das águas de sob o Armamento (Gn. 1,20-22), os imperfeitos animais répteis que rastejam sobre a terra, os voláteis que voam pelos ares e os aquáticos que vivem nas águas. De todas estas criaturas conheceu a origem, matéria , forma e figura, em seu gênero e ainda todas as espécies d e animai s silvestres , sua s qualidades, utilidade s e harmonia . Conheceu as aves do céu (que chamamos ar) com a variedade e forma de cada espécie, sua beleza, plumas, velocidade; os inumeráveis peixes do mar e dos rios, a diversidade do s monstro s marinhos , sua estrutura, qualidades , lugares que habitam, alimento que recebem do mar, os fins para que servem, a forma e a utilidade de cada um neste mundo. A todo este exército de criaturas ordenou Deus reconhecer e obedecer a Maria santíssima, a quem deu poder para dominar e delas se servir, como aconteceu em muitas ocasiões, conforme direi em seus lugares. Com isto, terminou a visão deste dia que Ela preencheu com os exercícios e petições que o Senhor lhe ordenou.

DOUTRINA QUE ME DEU A DIVINA SENHORA

Agradecer as graças concedidas a Virgem

57. Minha filha, o conhecimento mais completo das maravilhosas obras que o poder do Altíssimo comigo realizou, preparando-me com visões abstrativas da divindade à dignidade de Mãe sua , está reservado para o s predestinado s n a celestial Jerusalém. Ali o entenderão vendo em Deus, com especial alegria e admiração, assim como gozaram os anjos louvando e exaltando o Altíssimo por lhes haver manifestado essas maravilhas. Neste beneficio. Deus mostrou-se contigo mais liberal e amoroso que a todas as gerações, dando-te notícia e luz destes mistérios tão ocultos. Por isto quero, minha amiga, que excedas a todas as criaturas em louvar e engrandecer seu santo nome, por tudo o que seu poder realizou em mim.

O combate da oração

58. Com todo o cuidado deves imitar-me nos atos que eu fazia durante esses grandes e admiráveis favores. Pede e suplica pela eterna salvação de teus irmãos e para que o nome de meu Filho seja exaltado e conhecido em todo o mundo. Farás esta s súplicas com grande confiança, apoiada em fé viva e com profunda humildade, sem perder de vista tua miséria. Assim equipada , peleja com o amor divino pelo bem de teu povo, lembrando-te que ele tem por mais gloriosa vitória, deixar-se vencer pelos humildes que sinceramente o amam. Eleva-te acima de ti mesma e agradece-lhe os especiais benefícios concedidos ti e ao gênero humano . Exercitando-te assim no divino amor, merecerás receber outros novos para ti e teus irmãos. E sempre que te encontrares na

presença do Senhor pede-lhe sua bênção.

 

 Meditação do Livro Mística Cidade de Deus - 2º Tomo - Capítulo 20

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

17.11.2019 | "Levantem os seus olhares para minha Face de Amor e eu lhes cumularei com todas as graças do meu Coração Imaculado." | Mensagem...

November 18, 2019

03.11.2019 | "Aprendam com os Santos a serem amor para os outros, amor para Deus, amor para o meu filho Jesus e amor para mim..." | Mensagem...

November 6, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: